The Washington Times demite 40% dos funcionários - Mundo - iG" /

The Washington Times demite 40% dos funcionários

Washington, 2 jan (EFE).- O jornal The Washington Times, a voz conservadora na capital dos Estados Unidos e subsidiado durante mais de duas décadas pela Igreja da Unificação, demitiu 40% de seus funcionários e fechou este fim de semana suas editorias de esportes e cobertura local.

EFE |

O "Washington Times", fundado em 1982 por Sun Myung Moon, manteve-se em operações apesar de numerosas perdas e proporcionou uma alternativa à hegemonia do diário "The Washington Post", mas, assim como toda a imprensa escrita americana, enfrenta a mudança no mercado das comunicações.

O presidente e diretor do diário, Jonathan Slevin, afirmou, em comunicado, que, a partir de 4 de janeiro, o jornal será publicado apenas de segunda a sexta-feira e estará centrado na cobertura de assuntos políticos, empresas, negócios e "jornalismo investigativo".

O jornal, que foi pioneiro na diagramação e composição de páginas, tinha uma circulação de cerca de 83,5 mil exemplares entre segunda e sexta-feira, e cerca de 46 mil exemplares em sua edição dominical.

"Nosso plano, que se sustenta nas realidades do mercado e olha para o futuro, é uma resposta à recessão econômica, as pressões financeiras na indústria das notícias e nossa transição para uma empresa multimídia do século XXI", afirmou Slevin. EFE jab/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG