Nova York, 19 jun (EFE).- O novo diretor de informação do jornal financeiro americano The Wall Street Journal, Robert Thomson, anunciou hoje mudanças no organograma do periódico, que pertence ao magnata australiano Rupert Murdoch.

Em nota aos empregados, Thomson deu a conhecer os novos diretores adjuntos de Nacional, Matt Murray, e Internacional, Nikhil Deogun, enquanto indicou que o responsável da capa, Michael Williams, ficará encarregado também de supervisionar as reportagens investigativas.

Os três desempenharão suas funções na cobertura e supervisão das diferentes edições impressas e digital do jornal, precisou.

As mudanças, segundo Thomson, permitirão "uma maior rapidez no processo de decisões" e darão mais autoridade aos chefes de escritório, que terão que se comunicar diretamente com os três diretores adjuntos.

Além disso, facilitará a cooperação entre os repórteres das edições escritas e digital.

Thomson foi nomeado diretor de informação do jornal após a saída, em abril, de Marcus Brauchli.

A saída de Brauchli aconteceu quatro meses depois que o grupo News Corporation, de Murdoch, assumiu a propriedade da empresa Dow Jones, que edita o "The Wall Street Journal", em uma operação avaliada em US$ 5,160 bilhões. EFE bj/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.