O presidente russo, Dmitri Medvedev, lançou nesta terça-feira uma advertência à União Européia ao declarar que se os europeus querem a degradação das relações, é isso que vão ter.

"Faremos todo o possível para evitar uma nova guerra fria", afirmou Medvedev em entrevista concedida ao canal de televisão francês LCI. Porém, "nesta situação, a bola está no campo dos europeus".

"Se eles querem a degradação das relações, é isso que vão ter; mas se têm interesse em preservar as relações estratégicas, o que é bom para os dois lados, tudo ficará bem", frisou o presidente russo.

A UE "condenou firmemente" a decisão da Rússia de reconhecer a independência da Abkházia e da Ossétia do Sul. A UE deve se reunir em uma conferência extraordinária no dia 1º de setembro em Bruxelas para examinar o futuro das relações com a Rússia.

abm/yw/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.