Promoter de festas de Berlusconi nega planos de fugir da Itália - Mundo - iG" /

Promoter de festas de Berlusconi nega planos de fugir da Itália

Roma, 19 set (EFE).- O empresário italiano Giampaolo Tarantini, que supostamente levava drogas e prostitutas de luxo às festas do primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, afirmou da prisão de Bari, onde é mantido desde sexta-feira, que não planejava deixar o país.

EFE |

"Não queria fugir, não tinha nenhuma intenção de ir para a Tunísia nem de transferir meus interesses para outro lugar", disse Tarantini em declarações transmitidas hoje à imprensa por seu advogado, Nicola Quaranta.

O empresário, também investigado por corrupção e pelo aliciamento de mulheres para a prática de prostituição, foi detido ontem, no aeroporto de Bari (sudeste), sob a acusação de tráfico de drogas.

As autoridades judiciais da cidade ordenaram a prisão empresário depois de avaliarem os riscos de o empresário fugir, sobretudo para a Tunísia, e alterar provas.

"Giampaolo Tarantini está surpreso porque, considerando seu estado, é incompreensível alegar a hipótese de risco de fuga e de alteração das provas, já que ele nunca contatou ou tentou ligar para outros investigados" no caso, afirmou hoje o advogado do empresário à imprensa italiana.

"Tarantini não queria fugir nem alterar provas. Ontem, chegava a Bari vindo de Roma, cidade onde geralmente está com a família, porque tinha uma reunião com sua equipe de defesa sobre uma ação contra um jornal que lhe atribuiu declarações falsas", acrescentou.

O advogado de Tarantini, que disse que o mais provável é que o empresário volte a ser interrogado na segunda-feira, afirmou que seu defendido só esteve na Tunísia em maio, quando estava de férias. EFE mcs/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG