Óleo indica que não houve explosão , diz Jobim sobre Air Bus - Mundo - iG" /

Óleo indica que não houve explosão , diz Jobim sobre Air Bus

A trilha de óleo encontrada pela Força Aérea Brasileira (FAB) no Oceano Atlântico é uma indicação de que não houve explosão da aeronave da Air France, afirmou, nesta quarta-feira, o ministro da Defesa, Nelson Jobim. A existência de mancha de óleo pode eventualmente excluir explosão, disse.

BBC Brasil |

Apesar da constatação, o ministro disse que não falaria sobre "hipóteses" e que as investigações sobre a causa do acidente estão sob responsabilidade do governo francês.

Até o momento, foram avistadas boias, peças metálicas e objetos brancos, que, segundo Jobim, correspondem à parte interna da aeronave.

Segundo ele, o trabalho brasileiro consiste em recolher os destroços e procurar por possíveis sobreviventes ou corpos.

"Tudo será entregue ao governo francês no momento oportuno", disse Jobim.

Dois navios brasileiros já estão na área do acidente, próximo ao arquipélago de São Pedro e São Paulo, a cerca de 700 quilômetros de Fernando de Noronha.

No entanto, nenhuma peça foi recolhida até a tarde desta quarta-feira. Segundo o ministro, a corrente marítima está intensa na região, o que dificulta o resgate das peças.

"A faixa de cinco quilômetros de destroços, avistada ontem, já se desfez", disse Jobim. A primeira coleta deve acontecer nesta quinta-feira.

Sobreviventes
As embarcações brasileiras não avistaram corpos até o momento, segundo Jobim.

Sobre a possibilidade de os corpos estarem submersos, Jobim disse que "depende da condição do abdome".

"Os que tiveram abertura no abdome, esses afundam e não voltam", disse.

O ministro disse ainda que os corpos com abdomes íntegros, ou seja, sem perfurações, demoram mais de dois dias para voltar à superfície.

"Há casos na história criminalística de corpos que levaram até 72 horas para retornar à superfície", disse Jobim.

Ainda segundo o ministro, "é muito difícil" encontrar corpos muito abaixo da superfície. "E lembre-se também que estamos na costa de Pernambuco", disse, referindo-se à incidência de tubarões naquela região.

Outros três navios deverão chegar ao local nesta quinta-feira.

O voo AF 447 havia deixado o aeroporto internacional do Galeão, no início da noite de domingo, com 216 passageiros e 12 tripulantes a bordo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG