Ninguém deve obediência ao governo usurpador , afirma Zelaya - Mundo - iG" /

Ninguém deve obediência ao governo usurpador , afirma Zelaya

O presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, afirmou na noite de segunda-feira que ninguém deve obediência ao governo usurpador de Roberto Micheletti, estabelecido depois do golpe militar de 28 de junho.

AFP |

  • Régis Bonvicino: o efeito Honduras na América Latina
  • EUA descartam reunião com delegação hondurenha
  • "Ninguém deve obediência a um governo usurpador que toma o poder pela força e pelas armas, porque todos os atos são nulos e constituem delito de traição à pátria que não prescrevem, de acordo com a Constituição hondurenha", afirmou.

    "Tudo que sair deste governo é nulo e não tem nenhuma legitimidade", completou durante uma entrevista na embaixada de Honduras em Manágua.

    Zelaya também advertiu o governo de Micheletti contra a repressão aos manifestantes que defendem seu retorno, a suspensão de meios de comunicação e a restrição das garantias constitucionais.

    Zelaya anunciou ainda que nomeará como novo embaixador nos Estados Unidos o diplomata Enrique Reina, em substituição a Carlos Sosa, que suspendeu pela adesão ao governo golpista.

    Ele anunciou que já informou ao Departamento de Estado a destituição de Sosa.

    Maunel Zelaya fez as declarações antes de viajar aos Estados Unidos, onde pretende se reunir nesta terça-feira com a secretária de Estado Hillary Clinton e funcionários do governo de Barack Obama.

    Assista à reportagem da crise política em Honduras:




    Leia também:


    Entenda:

    Leia mais sobre: Honduras



      Leia tudo sobre: golpehillary clintonhonduras

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG