Não da Irlanda é fruto do medo, mas não o fim da UE, diz Barroso - Mundo - iG" /

Não da Irlanda é fruto do medo, mas não o fim da UE, diz Barroso

Roma, 18 jun (EFE).- O presidente da Comissão Européia (órgão executivo do bloco europeu), José Manuel Durão Barroso, disse que o não da República da Irlanda ao Tratado de Lisboa é fruto dos medos, mas não o final da União Européia (UE), e que é preciso continuar as ratificações nos países que ainda não se expressaram.

EFE |

"Tentaremos compreender (a Irlanda). Respeitamos suas decisões, mas o seu 'não' é um 'não' contra a Europa, não é o final da Europa.

Eu não aceito que a UE seja o bode expiatório de tudo. O 'não' irlandês é um problema sério e deve ser resolvido, disse Barroso, em entrevista publicada hoje pelo jornal "Corriere della Sera".

Sobre se influiu no temor dos irlandeses o fato de a UE aumentar seus impostos e a imposição do aborto, Barroso disse que o Tratado de Lisboa "não tem nada a ver com isso, acredito que o 'não' tenha se aproveitado do medo, e o medo se vê melhor na esperança".

Sobre como resolver o caso, Barroso disse que, "como sugere (a escritora) Marguerite Yourcenar, o tempo é um grande escultor".

O presidente da Comissão Européia defendeu continuar as ratificações do tratado nos países que ainda não fizeram isso.

"O pior erro para a Europa seria cair na depressão, na paralisia". EFE JL/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG