Morakot avança para o norte da China causando morte e danos - Mundo - iG" /

Morakot avança para o norte da China causando morte e danos

PEQUIM - Após devastar Taiwan e o leste da China, onde causou danos milionários e matou, até o momento, seis pessoas no país, o tufão Morakot se transformou nesta terça-feira em tempestade tropical e segue para o norte do gigante asiático.

Redação com agências internacionais |

O tufão, um dos mais violentos das últimas décadas na região, já provocou 80 mortes, a maior parte delas em Taiwan e nas Filipinas, e causou perdas milionárias durante seus cinco dias de atividade.

Segundo os números oficiais chineses, além das seis vítimas fatais contabilizadas nas últimas horas, outras 3 pessoas desapareceram e pelo menos um milhão tiveram que ser evacuadas nas províncias de Zhejiang, Fujian, Jiangxi e na ilha tropical de Hainan, onde 2 mil casas foram derrubadas.


Tufão causou enchentes na China / AP

Em seu percurso pelo leste da China, as chuvas provocaram fortes inundações e deslizamentos de terra, assim como a morte de dois pescadores, informaram as equipes de resgate da ilha de Hainan.

A imprensa oficial informou sobre o desmoronamento de seis edifícios nas províncias orientais chinesas depois de deslizamentos de terra, o que causou duas mortes no povoado de Pengxi, próximo à cidade de Wenzhou.

O edifício de quatro andares onde seis adultos dormiam desmoronou. Os corpos de duas mulheres foram resgatados dos escombros sem vida e as outras quatro pessoas foram transferidas para um hospital.

A estação meteorológica local tinha registrado até 1.241 milímetros de chuva, entre os dias 6 e 10 de agosto, a máxima quantidade causada por um tufão em Zhejiang nos últimos 60 anos, informou hoje a agência "Xinhua".

Os deslizamentos de terra e de rochas causados pelas fortes chuvas dificultam os trabalhos de resgate, acrescentou a agência.

Mortes em Taiwan

No sudoeste de Taiwan, na aldeia de Shaolin, entre 600 e 800 pessoas desapareceram sob a terra de uma montanha, ao ficarem soterradas em suas casas em consequência das chuvas originadas pelo que também foi considerado o pior tufão dos últimos 50 anos na região.


Em Taiwan, moradores tentam salvar cachorro / AP

Os serviços de resgate com helicóptero tentam resgatar mais de 200 sobreviventes que ficaram isolados pelos deslizamentos de terra e centenas de pessoas continuam desaparecidas em remotas aldeias que foram cobertas pela lama.

Os números oficiais taiuaneses só apontam, no entanto, para 38 mortos, 52 desaparecidos e 35 feridos, enquanto a população arrecada fundos para ajudar aos afetados e reconstruir quase 500 escolas danificadas.

A agricultura da ilha, concentrada no sul, ficou devastada, com a destruição de 20.432 hectares, um quarto do terreno cultivado, assim como da infraestrutura de comunicações no sul e na região montanhosa central.

Taiwan mobilizou seu Exército para os trabalhos de resgate e organizou uma equipe governamental para impulsionar a reconstrução das cidades.


Soldados ajudam no resgatem em Taiwan / AP

* Com EFE

Leia mais sobre tufão Morakot

    Leia tudo sobre: chinataiwantufão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG