Ike se desloca perto da zona central de Cuba - Mundo - iG" /

Ike se desloca perto da zona central de Cuba

(atualiza com boletim de 21h em Brasília do NHC) Miami, 8 set (EFE) - O furacão Ike se desloca muito perto do litoral sul da zona central de Cuba com ventos máximos sustentados de 130 km/h, informou hoje o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC, em inglês).

EFE |

"Ike" se mantém como um furacão de categoria 1 na escala de intensidade Saffir-Simpson de um máximo de 5, indicou o NHC em seu boletim das 21h (em Brasília).

No entanto, é possível um ligeiro aumento em sua intensidade se o olho permanecer sobre a água, que é a fonte de energia dos furacões.

O ciclone "Ike" atingiu no domingo a costa nordeste de Cuba como um poderoso furacão de categoria 3 com ventos máximos sustentados de 205 km/h, segundo dados do NHC.

Os meteorologistas previram que "Ike" pode alcançar de novo essa categoria, uma das máximas da escala Saffir-Simpson, quando girar em direção ao Golfo do México.

A estimativa a cinco dias indicou que o furacão tocaria terra no próximo sábado no litoral do Texas.

"Ike" se desloca a oés-noroeste a 19 km/ h e nesta trajetória se movimentará ao longo do sul do litoral sudeste da zona central de Cuba hoje à noite.

O olho estará sobre o oeste de Cuba na terça-feira e na noite desse dia emergirá no sudeste do Golfo do México, segundo o NHC.

O centro de "Ike" estava localizado perto da latitude 21,7 graus norte e da longitude 80,2 graus oeste, 55 quilômetros ao su-sueste de Cienfuegos e 265 quilômetros ao lés-sueste de Havana, em Cuba.

"Ike" deixou pelo menos 64 mortos em sua passagem pelo Haiti e em Cuba obrigou à evacuação de turistas e de residentes.

Em Cuba, até o momento, só foram reportados danos graves a imóveis e outros setores, e muitas zonas por onde passou o furacão estão sem eletricidade.

O sul da Flórida está agora sob aviso de tempestade (passagem do sistema em 24 horas) de Ocean Reef até Dry Tortugas e tanto os turistas como os residentes foram ordenados a deixar o local.

O Governo de Cuba suspendeu o aviso de furacão para as províncias de Guantánamo, Santiago de Cuba, Holguín, Las Tunas, Granma e Camagüey.

Está em vigor um aviso de furacão para as províncias de Havana, Cidade de Havana, Pinar del Río, a Isla de la Juventude, Matanzas, Villa Clara, Sancti Spíritus, Cienfuegos e Ciego de Ávila.

Há também um aviso de tempestade tropical para as ilhas Cayman.

As intensas chuvas geradas por "Ike" podem causar inundações e deslizamentos perigosos de terra nas zonas montanhosas do leste de Cuba.

Na atual temporada de furacões no Atlântico (de 1º de junho a 30 de novembro), foram formadas dez tempestades e cinco furacões.

Os meteorologistas da Administração Nacional de Oceanos e Atmosfera dos EUA previram que esta temporada seria muito ativa, com a possível formação de entre 14 e 18 tempestades tropicais, das quais entre sete e dez poderiam se transformar em furacões. EFE so/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG