Ike se aproxima do oeste de Cuba com fortes chuvas - Mundo - iG" /

Ike se aproxima do oeste de Cuba com fortes chuvas

Miami, 9 set (EFE) - O furacão Ike, que causou pelo menos quatro mortes na passagem por Cuba, se desloca para o oeste da ilha provocando fortes chuvas, informou o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC, em inglês).

EFE |

"Ike", de categoria um na escala de intensidade Saffir-Simpson, que vai até cinco, apresenta ventos máximos sustentados de 130 km/h e se movimenta em direção a oés-noroeste, indicou o NHC em seu boletim das 9h (Brasília) de hoje.

O olho de "Ike" estava aproximadamente 65 quilômetros ao sul de Havana, próximo da latitude 22,4 graus norte e da longitude 82,4 graus oeste.

Espera-se que "Ike" mantenha esta trajetória durante os próximos dois dias e que "o centro do furacão chegue à costa sul do oeste de Cuba nas próximas horas", segundo os especialistas.

Após passar pelo oeste da ilha, o fenômeno chegará esta tarde às águas abertas do Golfo do México.

A trajetória atual indica que durante o próximo fim de semana o furacão pode atingir alguma região do litoral do Texas, embora ainda seja cedo para prever a direção que tomará depois de abandonar Cuba, de acordo com o cone de projeção.

O furacão, que perdeu intensidade à medida que percorria a ilha, chegou, na noite do último domingo, à costa nordeste de Cuba com ventos máximos sustentados de 205 km/h.

"Ike" pode voltar a ganhar intensidade esta manhã antes de chegar à zona oeste de Cuba e se transformar em um furacão maior após sair das águas do Golfo do México, ressaltaram os especialistas.

O ciclone causou pelo menos 66 mortes na passagem pelo Haiti, e em Cuba levou à evacuação de mais de um milhão de pessoas, 10% dos 11,2 milhões de habitantes da ilha, segundo fontes oficiais.

Regiões do sul da Flórida estão sob aviso de tempestade (passagem em 24 horas) desde Ocean Reef até Dry Tortugas, incluindo a baía da Flórida, e tanto os turistas quanto os moradores foram obrigados a abandonar o local.

O aviso de furacão em Cuba permanece ativo para as províncias de Havana, Matanzas, Pinar del Río e Isla de la Juventud.

Os especialistas pediram aos moradores da península de Iucatã (México) que observem a evolução do ciclone.

É possível também a formação de tornados isolados na região de Florida Keys e no extremo sul do estado. EFE emi/fh/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG