Ida , um fóssil de 47 milhões de anos e elo perdido dos primatas - Mundo - iG" /

Ida , um fóssil de 47 milhões de anos e elo perdido dos primatas

Os restos fósseis de Ida, um animal que viveu há 47 milhões de anos na Alemanha, foram apresentados nesta terça-feira em Nova York como um possível ancestral comum dos macacos e dos seres humanos.

AFP |

Considerado o fóssil de primata mais completo já encontrado, o exemplar descoberto em 1983 perto de Frankfurt, foi apresentado à imprensa no Museu de História Natural de Nova York por um grupo de paleontólogos.

Os cientistas afirmaram que este exemplar de "Darwinius massillae", de um metro de altura e sexo feminino, pode ser uma espécie de elo perdido, um antepassado comum de macacos e homens.

Para os cientistas, "este descoberta é quase que como encontrar a Arca perdida", disse Jorn Hurum, paleontólogo norueguês da Universidade de Oslo, integrante do grupo que durante os dois últimos anos pôs em evidência a importância do fóssil para a compreensão da evolução e a origem do homem.

O esqueleto de "Ida", do qual faltou apenas uma perna, o equivalente a 5% de seu total, havia sido vendido em uma feira na Alemanha e separado em duas partes por colecionadores, antes de os cientistas desvendarem sua importância.

ltl/lm/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG