Homem grávido teme perder o bebê - Mundo - iG" /

Homem grávido teme perder o bebê

O transexual grávido Thomas Beatie disse na última quinta-feira no programa da apresentadora norte-americana Oprah Winfrey que teme pela sua segurança e pela do bebê. Ele está grávido de seis meses.

Redação |


Thomas conversa com Oprah durante o programa Foto/Reprodução


Segundo ele, os médicos admitiram que a rejeição pode matar a criança durante o parto. Na televisão, ele mostrou sua barriga para as câmeras e ainda mostrou fotos do tempo em que ainda era mulher.

O programa exibiu um vídeo entregue pela revista People, que colaborou com Oprah, no qual aparece o quarto onde ficará o bebê. Beatie disse que a garotinha será a pequena princesa do 'papai'.

Uma outra cena mostra o casal em sua cidade natal, Bend, no Oregon, no momento em que ele se submete a um ultra-som para ver o bebê no útero.


Oprah mostrou Beatie fazendo ultra som / Reprodução

"Não posso acreditar. Não posso acreditar que ela está dentro de mim", diz Beatie, enquanto observa as imagens de ultra-som. "Nós a vemos como nosso pequeno milagre", afirmou.

Sua obstetra, Kimberly James, disse a Oprah: "Esta é uma gravidez normal". Ela explicou que Beatie parou de tomar testosterona dois anos atrás e seus níveis hormonais agora estão normais.

"Este bebê é totalmente saudável", disse James. "É o que considero uma gravidez normal".


Thomas e sua companheira querem ter o filho Foto/Reprodução

A criança deve nascer em julho e o casal garante que já sabe como contar a ele como foi seu nascimento.  "Ele vai ser o pai e eu serei a mãe", disse Nancy.

A mulher de Beatie, Nancy, disse no programa da Oprah que o inseminou com uma seringa, usando esperma comprado de um banco de esperma.

Os dois estão casados há cinco anos. Nancy, que tem duas filhas de um casamento anterior, também apareceu no programa e afirmou que os papéis do casal não mudarão depois da chegada do bebê.

Mudança de sexo

Beatie, que nasceu mulher, mas trocou de sexo há oito anos, contou que sua mulher há dez anos, Nancy, sofreu uma histerectomia - retirada do útero - no passado e, quando o casal decidiu iniciar uma família, coube a ele engravidar.

Reprodução
Grávido
Entrevista à revista causou controvérsia nos EUA
"Querer ter um filho biológico não é um desejo feminino ou masculino, é um desejo humano", disse Beatie, acrescentando que, quando o casal decidiu ter um filho, ele parou de tomar suas doses regulares de testosterona e voltou a ovular naturalmente, não sendo necessário o uso de nenhuma droga para aumentar a fertilidade.

"Eu sou um transexual, legalmente um homem, e legalmente casado com Nancy", diss ele . "Conto com todos os direitos federais de um casamento".

Quando trocou de sexo, Beatie se submeteu a uma mastectomia - teve seus seios retirados - e iniciou uma terapia com hormônios masculinos."Mas mantive meus direitos reprodutivos", disse ele.

Leia mais sobre Thomas Beatie

    Leia tudo sobre: bizarro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG