Homem foguete faz vôo histórico sobre Canal da Mancha - Mundo - iG" /

Homem foguete faz vôo histórico sobre Canal da Mancha

LONDRES (Reuters) - O piloto de avião suíço Yves Rossy se tornou nesta sexta-feira a primeira pessoa a voar entre a França e a Inglaterra com um foguete portátil preso às costas, ao atravessar o Canal da Mancha de uma forma nada convencional. O aventureiro, que normalmente voa em um Airbus, trocou os controles do avião por quatro jatos presos a uma asa em suas costas para atravessar os 35 quilômetros do canal entre os portos de Calais e Dover numa velocidades de até 200 km/h. As turbinas de jato a querosene o conduziram numa viagem de 13 minutos, segundo um assessor do suíço.

Reuters |

"Tudo foi perfeito", disse Rossy após a aventura. "Mostrei que é possível voar como uma pássaro."

Rossy, de 49 anos, que chama a si mesmo de "Homem foguete," ligou os jatos dentro de um avião antes de saltar a mais de 2.400 metros acima do solo.

Depois de um momento de queda livre, ele abriu a asa e voou acima das águas. Sem controles de direção, a única maneira de mudar de rumo era como um pássaro, movendo a cabeça e as costas.

Ao chegar à Grã-Bretanha, ele acionou um pára-quedas azul e amarelo e desceu suavemente antes de pousar em um campo.

Rossy seguiu a rota do aviador francês Louis Bleriot, que se tornou a primeira pessoa a voar sobre o Canal da Mancha em um avião em 1909.

Normalmente ele pilota um Airbus A320 da Swiss International entre Zurique e Heathrow, e levou pelo menos cinco anos para desenvolver seu foguete.

A asa de quase três metros é feita de um composto de carbono ultraleve e pesa cerca de 55 kg, incluindo o combustível.

Rossy adiou o vôo por um dia por causa do clima ruim e vestiu uma roupa à prova de fogo para lhe ajudar a suportar a descarga dos jatos nas pernas.

Um helicóptero o acompanhou durante a viagem.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG