Tamanho do texto

Hammond (EUA), 1º set (EFE).- O Gustav, que atingiu o estado americano da Louisiana quando ainda era um furacão de categoria 2, matou pelo menos sete pessoas na região.

Segundo as autoridades estaduais, quatro dos mortos eram doentes em estado muito grave, que perderam a vida quando eram retirados de hospitais em Nova Orleans.

As outras duas vítimas morreram em incidentes não relacionados, atingidos por árvores que caíram.

Em sua passagem pelo Caribe, o "Gustav" deixou pelo menos 96 mortos e um ratro de destruição. Mas, conforme se aproxima do sul do Texas, o furacão, que já é de categoria 1, perde força gradativamente.

Ainda na Louisiana, o fenômeno atmosférico, que destruiu torres de energia, deixou mais de 800.000 pessoas sem luz no sul do estado.

Já as barreiras de contenção em Nova Orleans encontram-se intactas, e o sistema de drenagem continua bombeando água.

No entanto, várias ruas estão inundadas, e só amanhã será possível dizer se os diques vão suportar a pressão da água, informou o prefeito da cidade, Ray Nagin.

Quanto às plataformas de petróleo e gás natural do Golfo do México, aparentemente nenhuma delas sofreu grandes danos.

De acordo com o último boletim meteorológico, o olho do "Gustav" se encontrava 25 quilômetros a nor-noroeste de Opelousas, na Louisiana.

A previsão é que só amanhã o furacão, que se deslocava a 22 km/h, chegue ao Texas. EFE jab/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.