Gustav ganha força e ameaça se transformar em furacão de categoria 5 - Mundo - iG" /

Gustav ganha força e ameaça se transformar em furacão de categoria 5

O furacão Gustav, que atingiu hoje Cuba, registra atualmente ventos de 240 km/h e ameaça se transformar em um fenômeno de categoria 5 nas próximas 24 horas.

Redação com EFE |

  • Deserta, Havana sofre com a chegada do furacão Gustav
  • População de Nova Orleans começa a evacuar a cidade
  • Gustav também provocará chuvas em Honduras 
  • Bush declara estado de emergência na Louisiana por Gustav
  • "Poderia atingir essa categoria por causa da águas quentes do Golfo do México e seria um furacão catastrófico", disse hoje à Agência EFE Evelyn Rivera, meteorologista do Centro Nacional de Furacões (NHC, em inglês) dos Estados Unidos, com sede em Miami.Essa categoria com ventos de no mínimo 250 km/h é a máxima da escala de intensidade Saffir-Simpson, que vai de 1 a 5.

    "'Gustav' é um furacão extremamente perigoso de categoria 4, prevê-se algumas oscilações em sua intensidade e poderia alcançar a categoria 5", informou o NHC em seu boletim das 18h (horário de Brasília) de hoje.

    O furacão atingiu neste sábado diretamente a Isla de la Juventud, no oeste de Cuba, com ventos de 230 km/h, segundo os meteorologistas do NHC.Este é o segundo furacão de maior categoria a se formar na temporada do Atlântico de 2008, após "Bertha", de categoria três.

    "Gustav" continuará sobre o oeste da ilha caribenha até a noite deste sábado e irá amanhã de manhã para o sul do Golfo do México em rota rumo à Louisiana (EUA), destacou o NHC. "Segundo a trajetória prevista, é possível que alcance o oeste de Pierre Part, na Louisiana, na próxima terça-feira", explicou Rivera.

    De acordo com previsões, Gustav permanecerá como um furacão de categoria maior quando atingir a costa norte do Golfo do México.

    Diante da ameaça do fenômeno natural, a cidade de Nova Orleans iniciou hoje o plano de evacuação obrigatória e os estados da Louisiana, Texas, Alabama e Mississipi se encontram em emergência.

    "As pessoas não devem se aventurar a sair enquanto o olho do furacão passa, porque depois os ventos aumentam rapidamente", advertiu o NHC.

    "Gustav" se desloca em direção ao noroeste a 24 km/h e nesta trajetória cruzará o oeste de Cuba na noite de hoje. Ele se tornou na terça-feira passada o terceiro furacão da temporada no Atlântico e causou pelo menos 66 mortos no Haiti e oito na República Dominicana, e como tempestade deixou pelo menos 12 vítimas mortais na Jamaica.

    Enquanto isso, a tempestade tropical "Hanna" segue em direção às Bahamas com ventos de 85 km/h e pode haver um fortalecimento gradual nas próximas 24 horas, assinalou o boletim. "Hanna" chegaria às Bahamas como tempestade tropical na próxima terça-feira.

    Meteorologistas da Administração Nacional de Oceanos e Atmosfera (NOAA, em inglês) previram, este mês, que esta temporada será muito ativa, com a possível formação de 14 a 18 tempestades tropicais, das quais algumas poderiam se transformar em furacões.

    Leia mais sobre: furacões

      Leia tudo sobre: furacãogustav

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG