Gustav aumenta velocidade no Golfo do México em direção à Louisiana - Mundo - iG" /

Gustav aumenta velocidade no Golfo do México em direção à Louisiana

Miami, 31 ago (EFE).- O furacão Gustav voltou hoje a aumentar sua velocidade em direção à Louisiana, mas mantém a mesma intensidade de um ciclone de categoria três, informou o Centro Nacional de Furacões (NHC, em inglês) dos Estados Unidos em seu boletim das 12h de Brasília.

EFE |

"Gustav" continua sendo um furacão "extremamente perigoso", com ventos de 195 km/h e com tendência ao longo do dia de ganhar força como um ciclone de categoria quatro na escala Saffir-Simpson (que vai até cinco).

Segundo o NHC, "Gustav" atingirá na segunda-feira algum lugar do litoral da Louisiana com um poder devastador.

Depois de ter saído de Cuba na noite de sábado, "Gustav" foi progressivamente reduzindo a velocidade de seus ventos de um máximo de 240 km/h até 195 km/h.

A velocidade de translação foi aumentando nas últimas horas e passou para 28 km/h, frente aos 26 km/h registrados anteriormente.

Diante da chegada na segunda-feira de "Gustav", os habitantes de Nova Orleans e dos municípios limítrofes devem completar hoje, antes do meio-dia, a ordem de evacuação obrigatória que atinge diretamente mais de meio milhão de pessoas.

O prefeito de Nova Orleans, Ray Nagin, que já enfrentou no mesmo cargo o desastre do furacão "Katrina" há três anos, qualificou "Gustav" como "a tempestade do século", e disse que as pessoas devem estar conscientes do enorme perigo.

A vigilância do impacto de "Gustav" afeta uma grande área do litoral, do leste de High Island, no Texas, até a fronteira entre Alabama e Flórida, incluindo a cidade de Nova Orleans e Lake Pontchartrain, na Louisiana.

Ao longo do dia de hoje, atingirá também as plataformas petrolíferas do Golfo do México, onde são produzidos 25% do petróleo e gás natural dos Estados Unidos.

"Gustav" causou até agora pelo menos 86 mortes no Haiti, na República Dominicana e na Jamaica, mas não foram registradas vítimas fatais em sua passagem pela parte oeste de Cuba.

Às 9h de Brasília, o olho do furacão estava perto da latitude 24,7 graus norte e da longitude 85,5 graus oeste, sobre o sudeste do Golfo do México, e a 605 quilômetros da desembocadura do rio Mississipi.

"Gustav" é, segundo o NHC, um furacão de grande envergadura que se estende 85 quilômetros desde seu centro, e os ventos com força de tempestade tropical chegam a 325 quilômetros a partir do centro.

Além disso, a tempestade tropical "Hanna" segue em direção noroeste a 19 km/h rumo ao norte, por isso a previsão é de que não atingirá as Bahamas.

O NHC informou no boletim das 12h de Brasília que "Hanna" tem o potencial de se transformar em furacão na quinta-feira, em direção ao norte do litoral da Flórida. EFE esc/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG