Gigolô suíço admite chantagem contra a mulher mais rica da Alemanha - Mundo - iG" /

Gigolô suíço admite chantagem contra a mulher mais rica da Alemanha

Um homem apelidado de gigolô suíço, que está sendo julgado em Munique por extorsão, admitiu nesta segunda-feira ter chantageado quatro amantes milionárias, entre elas a herdeira do grupo automobilístico BMW, a mulher mais rica da Alemanha.

AFP |

O suíço Helg Sgarbi, 44 anos, admitiu a chantagem depois de ouvir as acusações de fraude, tentativa de fraude e extorsão.

"Queria pedir desculpas publicamente às vítimas", declarou no tribunal.

O chantagista tentou obter mais de 340 milhões de euros (430 milhões de dólares) da milionária Susanne Klatten, herdeira da BMW e maior fortuna da Alemanha, com a ameaça de divulgar fotografias e vídeos das relações sexuais.

Depois de inventar um acidente de trânsito nos Estados Unidos, no qual uma criança teria ficado inválida e que precisava indenizar os pais, Sgarbi conseguiu que a amante lhe entregasse sete milhões de euros, segundo a acusação.

As outras vítimas tiveram os nomes mantidos em anonimato.

fbe/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG