França não mudará sua política de imigração , afirma Fillon - Mundo - iG" /

França não mudará sua política de imigração , afirma Fillon

Paris, 24 jun (EFE).- O primeiro-ministro francês, François Fillon, disse hoje que o país não mudará sua política migratória após o incêndio provocado que destruiu no fim de semana passado o maior centro de retenção de imigrantes ilegais da França.

EFE |

"Isso não mudará em nada a política do Governo", declarou Fillon, afirmando que esta política é de "respeito às leis", e lembrando que "não se pode estar sobre o território nacional quando não se têm documentos nem autorização".

O centro de Vincennes, em Paris, onde estavam detidos 249 imigrantes à espera de expulsão, foi incendiado no domingo passado, apenas um dia depois da morte de um tunisiano, vítima de um ataque cardíaco.

Durante o fogo, um dos retidos conseguiu escapar e 18 foram hospitalizados e já receberam alta, segundo a Prefeitura.

"Em Vincennes, pode ter ocorrido um drama humano catastrófico", advertiu Fillon, ressaltando que o incêndio foi provocado após a morte natural de "um homem com graves antecedentes penais, que era o próprio exemplo da justificativa da política adotada pelo Governo".

O primeiro-ministro também rejeitou as alegações de um deputado de seu partido conservador, a UMP, Etienne Pinte, segundo o qual o fato era "previsível" perante as "situações explosivas" causadas pela política de imigração francesa.

"O que conduz a situações explosivas é a importância da imigração", respondeu Fillon.

O fato, que reaqueceu o debate sobre a imigração, ocorre às vésperas de a França assumir, em 1º de julho, a Presidência semestral da União Européia, período durante o qual pretende concluir um "pacto" europeu nesta matéria. EFE ik/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG