Mais de 2.000 quenianos e turistas estrangeiros se reuniram nesta terça-feira em clima festivo em Kogelo, a aldeia na que nasceu o pai já falecido de Barack Obama, para celebrar a posse do 44º presidente dos Estados Unidos, constatou um fotógrafo da AFP.

Numerosos quenianos vieram de diferentes partes da região do lago Vitória (oeste), vestidos com as melhores roupas para assistir ao evento que será transmitido em tela gigante.

"Sou de Kogelo e é um dia de festa. Isto representa uma grande oportunidade para nós porque virão mais investimentos. Graças a ele temos eletricidade e água", assegurou à AFP Faith Achieng, de 20 anos.

A aldeia habitualmente tranquila de Kogelo, rebatizada por seus moradores como "a capital local do mundo", vai ter quatro dias de festa para celebrar a investidura de Barack Obama.

Vários turistas mudaram o itinerário pelo Quênia para somar-se aos bailes de Luo, a etnia originária do braço queniano da família de Obama, ou para agitar bandeiras americanas.

"O clima é como se Kogelo celebrasse um segundo natal", alegrou-se Joseph Oluoko, que trabalha na aldeia.

A avó paterna de Obama, Sarah, e a maioria dos parentes quenianos do novo presidente devem assistir à cerimônia, em Washington.

Sarah Obama é a terceira esposa do avô de Barack Obama. Não estão unidos por nenhum laço biológico, mas o novo presidente a considera sua avó paterna.

str-jmm/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.