CBS confirma libertação de jornalista britânico seqüestrado no Iraque - Mundo - iG" /

CBS confirma libertação de jornalista britânico seqüestrado no Iraque

Washington, 14 abr (EFE).- O jornalista britânico Richard Butler, seqüestrado há dois meses na cidade de Basra, no sul do Iraque, foi libertado, confirmou hoje a emissora americana CBS.

EFE |

A "CBS News" entrevistou um funcionário de uma agência de notícias, que afirmou que o comandante de segurança iraquiano em Basra, tenente-general Mohan al-Fireji, disse hoje que Butler foi libertado em uma operação que também levou à prisão de dois supostos seqüestradores.

"Butler apareceu em um vídeo gravado pela rede de televisão 'Al Arabiya', com sede em Dubai, entre agentes de segurança e políticos iraquianos em Basra", acrescentou a "CBS". "Ele parece magro, mas está bem. A família dele já foi informada", diz.

Em entrevista ao jornalista da "Al Arabiya", Butler descreveu a operação das forças iraquianas para libertá-lo e afirmou que naquele momento estava com um capuz que os seqüestradores o obrigavam a usar durante quase todo o tempo, mas que conseguiu ouvir a entrada dos soldados no prédio.

Butler trabalhava como produtor do programa "60 Minutes", da "CBS", quando foi seqüestrado em 10 de fevereiro junto com seu intérprete iraquiano por homens armados, perto do Hotel Sultan Palace em Basra, onde estavam hospedados.

O intérprete foi libertado pouco depois.

A "CBS" explicou que não divulgou a identidade dos dois seqüestrados e detalhes sobre o caso porque estava à espera de sua libertação.

A correspondente da "CBS News", Elizabeth Palmer, disse hoje que as tensões aumentaram após a libertação do intérprete, enquanto Butler continuava desaparecido e a violência em Basra se intensificava.

"Estamos incrivelmente agradecidos porque nosso colega Richard Butler foi libertado e está são e salvo", declarou uma porta-voz da "CBS". EFE jab/wr/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG