Camisas vermelhas derramam sangue na casa de premiê tailandês - Mundo - iG" /

Camisas vermelhas derramam sangue na casa de premiê tailandês

Por Chalathip Thirasoonthrakul BANGCOC (Reuters) - Manifestantes conhecidos como os camisas-vermelhas esvaziaram garrafas de sangue em frente à casa do primeiro-ministro tailandês nesta quarta-feira, em um sacrifício simbólico depois que o governo rejeitou o pedido de novas eleições

Reuters |

Apesar do quarto dia consecutivo de protestos nas ruas de Bancoc, as ações tailandesas tiveram a maior alta em 19 meses e a moeda baht atingiu o maior patamar em 22 meses. Investidores foram encorajados pela falta de violência nos protestos e a confiança que o premiê Abhisit Vejjajiva sobreviverá à crise.

Economistas dizem que o banco central deve apresentar um esperado aumento nos juros, que pode ter sido adiado em vista dos protestos. Resultados de desempenho no rendimento das ações em cinco anos demonstraram queda de dois pontos base para 3,53 por cento enquanto preços aumentaram.

"O evento político não é uma ameaça tão grande como se esperava", disse Chakkrit Charoenmetachai, um analista para a Globlex Securities, acrescentando que o capital estrangeiro deve continuar entrando nos ativos tailandeses se o protesto não terminar em violência.

Mas os defensores do primeiro-ministro deposto Thaksin Shinawatra não pensam em desistir da campanha por novas eleições. Segundo analistas, aliados do ex-premiê seriam os favoritos de um novo pleito.

Os manifestantes prometem realizar uma grande marcha por toda a cidade no sábado, com a chegada de novas pessoas para substituir quem voltou para suas casas após quatro dias sob o sol intenso de Bangcoc.

"O governo pode pensar que está quase acabando -- não está", disse um líder dos manifestantes, Nattawut Saikua, pedindo a participação dos moradores de Bangcoc.

Acenando bandeiras vermelhas e entoando canções populares, os manifestantes se aglomeraram do lado de fora da casa de Abhisit num bairro rico de Bangcoc e atiraram sangue -- doado por eles próprios -- nos portões e cercas da residência.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG