Copenhague, 20 mai (EFE).- A produtora dinamarquesa Zentropa fará uma versão light de Antichrist, o filme mais recente de Lars Von Trier, eliminando as cenas mais fortes, para os mercados de Estados Unidos, Ásia e sul da Europa, informou hoje o diário Berlingske Tidende.

"Faremos uma versão católica para os mercados mais 'beatos', que possa cumprir os requisitos de censura. Ainda não sabemos que cenas serão eliminadas, estamos conversando com os distribuidores para encontrar a 'fronteira da dor'", declarou ao jornal Peter Aalbak Jensen, diretor da Zentropa.

Aalbak Jensen, que fundou a produtora junto com o próprio Von Trier, acredita também que as emissoras de TV comprarão a versão "light" do filme, que inclui várias cenas de alto conteúdo erótico e violento.

O último filme de Von Trier, um dos fundadores do já extinto movimento Dogma, provocou reações diversas na crítica, que oscilam entre o elogio e as acusações de provocação gratuita e pornográfica.

EFE alc/mh

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.