A Revolução começa agora , proclamou Fidel Castro há 50 anos - Mundo - iG" /

A Revolução começa agora , proclamou Fidel Castro há 50 anos

HAVANA - Há 50 anos, na madrugada do dia 1º para o dia 2 de janeiro em Santiago de Cuba, no quartel em frente ao Parque Céspedes, Fidel Castro proclamou o triunfo da Revolução Cubana.

AFP |

A vitória foi consagrada em 8 de janeiro com a entrada de Fidel e seu exército de barbudos em Havana.


Clique para ver o gráfico sobre a Revolução Cubana

Veja abaixo as principais passagens de dois discursos históricos:

SANTIAGO DE CUBA, Parque Céspedes, 1º de janeiro.

- "A Revolução começa agora; a Revolução não será uma tarefa fácil, a Revolução será uma empresa dura e cheia de perigos".

- "O poder não me interessa, nem penso em ocupá-lo, velarei para não frustrar o sacrifício de tantos compatriotas, seja qual for meu destino posterior".

- "Tenham confiança em nós, é o que pedimos ao povo, porque saberemos cumprir nosso dever".

- "É natural que o povo todo espere de nós, e vai receber".

- "O povo pode ter certeza de uma coisa, de que podemos nos equivocar uma e muitas vezes, a única coisa que não poderá dizer jamais de nós é que roubamos, que traímos, que fizemos negócios sujos".

- "Agora falará o que quiser, bem ou mal, mas falará o que quiser, haverá liberdade. Liberdade para que nos critiquem e nos ataquem, sempre será um prazer falar quando nos combaterem com a liberdade que ajudamos a conquistar para todos".

- "Nossa Revolução, a Revolução do povo, é a bela e indestrutível realidade!"

HAVANA, Cidade Liberdade, 8 de janeiro de 1959:

- "Acredito que este é um momento decisivo de nossa história, a tirania foi derrubada. A alegria é imensa. E no entanto resta muito a ser feito ainda. Não vamos nos enganar acreditando que daqui em diante tudo será fácil; talvez no futuro tudo será mas difícil".

- "Quem pode ser diante de povo vitoriano, no futuro, o inimigo da Revolução? Os piores inimigos que a Revolução Cubana pode ter no futuro são os próprios revolucionários".

- "Na época da ditadura a opinião pública não é nada, mas na época da liberdade a opinião pública é tudo, e os fuzis devem se ajoelhar diante da opinião pública".

- "Ninguém deve temer que vamos nos transformar em ditadores, e vou dizer porquê: a pessoa que se converte em ditador é aquela que não tem ao povo e precisa recorrer à força".

- "Ninguém vai acreditar que as coisas vão ser resolvidas da noite para o dia. A guerra não foi ganha num único dia, nem em dois, nem em três, e tivemos de lutar duro; a Revolução também não será ganha em um dia, nem vamos fazer tudo o que temos de fazer em um único dia.

Leia também

Opinião

Leia mais sobre Revolução Cubana

    Leia tudo sobre: revolução cubana

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG