A hora do Planeta mobilizou o mundo prol da luta contra a mudança climática - Mundo - iG" /

A hora do Planeta mobilizou o mundo prol da luta contra a mudança climática

Da Ópera de Sidney até o Empire State, passando pelo Cristo Redentor do Rio de Janeiro, cidades e lugares simbólicos de todo o mundo apagaram suas luzes às 20H30 local de cada país para participar na campanha em prol da luta contra a mudança climática promovida pela organização Fundo Mundial para a Natureza (WWF).

AFP |

Em 2008, cerca de 50 milhões de pessoas em mais de 35 países se uniram à iniciativa.

"Queremos que as pessoas se perguntem, mesmo que por apenas uma hora, o que se pode fazer para reduzir a emissão de carbono", declarou em Sydney o organizador da operação, Andy Ridley.

O evento começou quando a Ópera de Sydney e a ponte Harbour apagaram suas luzes na Austrália. Depois o gesto simbólico percorreu as capitais e cidades mais importantes de todo o mundo.

A iniciativa nasceu em Sydney, em 2007, onde mais de dois milhões de pessoas apagaram as luzes na ocasião. Desde então, o movimento se estendeu a 3.929 cidades de cerca de 90 países.

Cerca de 37o monumentos do mundo inteiro, entre eles o Empire State, o Vaticano, as Cataratas do Niágara, a Torre Eiffel, a Acrópole e o estádio "Ninho do Pássaro" de Pequim apagarão suas luzes durante uma hora.

Em dezembro, a comunidade internacional se reunirá em Copenhague para tentar renovar o Protocolo de Kyoto sobre a redução das emissões de CO2, que expira em 2012.

Os mais céticos quanto à iniciativa denunciaram, no entanto, que o uso de velas durante uma hora produz mais emissões de dióxido de carbono que as luzes elétricas.

    Leia tudo sobre: a hora do planeta

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG