Queda de helicóptero no Afeganistão mata 30 militares dos EUA

Acidente é o pior sofrido pela coalizão militar internacional no Afeganistão desde o início da ofensiva no país, em 2001

iG São Paulo |

Um helicóptero norte-americano caiu na noite de sexta-feira no Afeganistão, causando a morte de 30 membros das forças de segurança dos Estados Unidos e oito militares afegãos. De acordo com um porta-voz das autoridades da província, a aeronave foi derrubada por talebans. O acidente é a pior tragédia da coalizão no Afeganistão desde o início da ocupação do país, em 2001.

AFP
Foto de arquivo mostra soldados americanos em operação com helicóptero Chinook

O helicóptero da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) transportava militares de volta a uma base depois de uma operação em que oito insurgentes do Taleban teriam sido mortos. A maioria dos americanos mortos eram integrantes do Navy Seal, unidade militar que comandou a operação que matou o líder fundador da Al-Qaeda, Osama Bin Laden , no Paquistão.

Não está claro como ocorreu a queda, mas o Taleban confirmou que havia derrubado o helicóptero. "O helicóptero norte-americano que caiu durante a noite foi derrubado pelos talebans. Ele foi alcançado por um foguete disparado quando decolava", disse Shahidulá Shahid, porta-voz das autoridades da província de Wardak, local do acidente.

Shahid contou ainda que a aeronave dava cobertura a uma operação noturna conjunta com as forças afegãs nesta província que faz fronteira com a de Cabul.

Em nota, o presidente americano, Barack Obama, reconheceu o “sacrifício extraordinário” dos militares e civis mortos no acidente e falou em união.

“Nos inspiraremos em suas vidas para continuar atuando pela segurança de nosso país e lutando pelos valores que encarnaram", afirmou em comunicado. "Nessas horas sombrias, todos os americanos estão unidos em apoio às mulheres e homens de uniforme que lutam para que possamos viver em liberdade e segurança".

Em comunicado, a presidência afegã expressou "seus sentimentos e profundas condolências ao presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e às famílias das vítimas".

O secretário-geral da Otan, Anders Fogh Rasmussen, ressaltou a "forte solidariedade da Otan com o povo afegão e americano", bem como com os dois governos, e destacou o trabalho dos soldados de 48 países "para conseguir um Afeganistão pacífico e estável".

Capacidade

O helicóptero militar era modelo Chinook, segundo uma fonte da Otan, e é capaz de transportar até 44 passageiros, além de três tripulantes.

Atualmente, 140 mil militares estrangeiros estão em missão lutando contra a insurgência taleban e treinando forças de segurança no Afeganistão. Desses, 100 mil são americanos.

*Com AFP e BBC

    Leia tudo sobre: afeganistãotalebanotan

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG