Queda de helicóptero mata pelo menos treze soldados do Iêmen

Pelo menos treze soldados iemenitas morreram na queda por falha técnica de um helicóptero que transferia militares que tinham sido feridos na província de Saada, no norte do Iêmen, informou o Ministério da Defesa do país.

EFE |

O acidente aconteceu após a decolagem do helicóptero, em um aeroporto militar na província de Saada. Segundo testemunhas, o aparelho se incendiou após a queda.

No acidente, morreram os quatro membros da tripulação e sete soldados que tinham sido feridos em confrontos com rebeldes xiitas e estavam sendo transferidos para receber tratamento médico.

Também morreram outros dois soldados que viajavam em um veículo militar que foi atingido pelo helicóptero ao cair. Outro homem que estava no veículo ficou ferido.

Ontem os responsáveis tinham informado da morte de três soldados no acidente, e tinham explicado que outros sete tinham ficado feridos.

A província de Saada foi palco, há seis anos, de um conflito armado entre rebeldes xiitas e tropas iemenitas, que causou milhares de mortos, feridos e deslocados.

A guerra se intensificou por causa de uma ofensiva que o regime iemenita lançou em 11 de agosto, por terra e ar, e que causou centenas de mortos entre os dois lados, e dezenas de milhares de deslocados.

Os combates terminaram com um acordo de cessar-fogo entre o governo e os insurgentes. A trégua entrou em vigor na noite da última sexta-feira, apesar de pouco depois terem sido registrados alguns incidentes armados.

Leia mais sobre Iêmen

    Leia tudo sobre: iêmen

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG