Moscou, 11 jan (EFE).- Equipes de resgate encontraram hoje oito pessoas mortas e três feridas junto aos restos de um helicóptero Mi-171 que desaparecera no último dia 9 na República Altaica, no sul da Sibéria oriental, informou o Ministério da Rússia para Situações de Emergência.

"O local em que o helicóptero caiu foi avistado às 12h35 de Moscou e já se encontram nele três socorristas e um médico", disse a porta-voz do ministério, Irina Andrianova, citada pela agência "Interfax".

Inicialmente, as autoridades comunicaram que quatro dos 11 ocupantes do aparelho, pertencente à companhia Gazpromavia, tinham sobrevivido ao acidente. Porém, depois foi confirmado que apenas três foram achados com vida.

O governador da República Altaica, Aleksandr Berdnikov, adiantou que um de dos sobreviventes é o co-piloto do aparelho, Maxim Kolbin.

Ainda segundo ele, os três feridos estão em estado grave.

Entre os ocupantes do Mi-171 acidentado se encontrava o representante do presidente da Rússia, Dmitri Medvedev, na Duma (câmara dos deputados), Aleksandr Kosopkin.

Segundo publica hoje o jornal "Kommersant", Kosopkin não estava viajando a serviço. Na verdade, ele liderava uma "caçada VIP". EFE bsi/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.