Queda de helicóptero mata 16 no Afeganistão

A queda de um helicóptero civil no sul do Afeganistão provocou a morte de pelo menos 16 civis e deixou cinco feridos, confirmaram neste domingo oficiais da Otan. O helicóptero caiu no campo de pouso de Kandahar, aparentemente quando tentava levantar vôo.

BBC Brasil |

A Otan, no entanto, descarta que tenha sido obra de insurgentes.

Segundo informações de Moscou, o helicóptero era um Mi-8, de fabricação russa.

Este foi o segundo acidente de helicóptero no Afeganistão em uma semana. Na terça-feira, seis passageiros morreram quando outro helicóptero caiu na província de Helmand.

Insurgentes descartados
Segundo a agência de notícias russa Interfax, um porta-voz da Agência Federal de Transporte Aéreo russa (Fata), teria dito que o helicóptero pertencia à empresa aérea russa Vertical-T, que presta serviços para a ONU no Afeganistão e em vários outros países.

Ainda não se sabe a nacionalidade das vítimas.

Um comunicado da Força Internacional de Assistência de Segurança da Otan disse que "um helicóptero civil caiu durante a decolagem no campo de pouso de Kandahar".

"Equipes de emergência já chegaram ao local. Não há indicações da causa do acidente, mas a ação de insurgentes foi descartada."
O campo de pouso de Kandahar é a maior base aérea da Otan no sul do Afeganistão, mas segundo o correspondente da BBC no país Martin Patience, muitos helicópteros e aviões civis usam a pista, e um acidente de aviação civil não é uma surpresa.

Todos os mortos no acidente de terça-feira eram civis.

O helicóptero caiu perto da base militar de Sangin e, segundo moradores locais, teria sido derrubado por insurgentes.

Seis ucranianos que estavam a bordo morreram, junto com uma menina afegã que estava no solo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG