Possibilidades de alguém ter sobrevivido são "mínimas", segundo a polícia local. Causa do acidente ainda é desconhecida

Quatro pessoas morreram no Nepal e outras duas estão desaparecidas, "com mínimas possibilidades de terem sobrevivido", após a queda de um avião do exército que voava pelo oeste do país, informaram fontes oficiais à Agência Efe.

O acidente aconteceu na floresta de Bobang, no distrito ocidental de Baglung, pouco depois das 19h locais desta terça-feira, e até o momento as equipes de resgate recuperaram quatro corpos, enquanto prossegue a busca pelas outras duas pessoas. "Como a região do acidente é muito isolada, nossas equipes de resgate demoraram horas para chegar", disse à Efe um porta-voz do Exército do Nepal, Ramindra Chettri.

O avião militar cobria o trajeto entre a localidade de Nepalgunj e a capital do país, Katmandu, e transportava um soldado que se encontrava em estado crítico por meningite. Um porta-voz policial, Binod Singh, assegurou que as chances de recuperar as outras duas pessoas com vida são "mínimas". Segundo sua versão, a aeronave ficou completamente destruída e se encontra em uma zona à qual é impossível chegar a pé, pelo que os serviços de resgate tiveram que recorrer a alpinistas.

Até o começo da manhã desta quarta-feira, a causa do acidente era desconhecida, mas testemunhas citadas pelo jornal nepalês "Nepalnews" disseram ter visto chamas e uma explosão. Na aeronave viajavam dois pilotos, um médico, um enfermeiro e dois soldados.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.