Quatro soldados americanos são mortos no Iraque

Bagdá, 29 abr (EFE).- Quatro soldados americanos morreram em dois incidentes em Bagdá, aumentando o número de militares dos Estados Unidos que perderam a vida em abril para 44, o mais alto em nove meses, segundo um comunicado oficial divulgado hoje.

EFE |

No ataque mais violento, três soldados perderam a vida ontem no leste de Bagdá por "fogo indireto", uma expressão utilizada pelo Exército americano para designar os bombardeios.

Embora a nota não mencione o local do ataque, o lançamento de foguetes se transformou em uma prática habitual dos milicianos xiitas do Exército Mehdi, leais ao clérigo Moqtada al-Sadr, que disparam morteiros desde o bairro de Cidade de Sadr, o mais populoso da capital.

O outro uniformizado também morreu ontem no oeste de Bagdá por um foguete, segundo outro comunicado que não forneceu mais detalhes.

Em outro incidente, uma bomba caiu junto à fortificada "zona verde" de Bagdá, que abriga as sedes governamentais e a Embaixada dos EUA, ferindo cinco pessoas. EFE am/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG