Pelo menos quatro pessoas, entre elas três integrantes de uma milícia sunita pró-governo, são mortas nesta segunda-feira

Pelo menos quatro pessoas, entre elas três integrantes de uma milícia sunita pró-governo morreram nesta segunda-feira e outras sete ficaram feridas em três ataques separados no Iraque, informaram fontes do Ministério do Interior.

Na região de Said Garib, cerca 70 quilômetros ao norte de Bagdá, morreram dois membros das milícias Conselhos de Salvação, formadas a partir de 2006 para lutar contra a Al-Qaeda, e outro mais ficou ferido, em um ataque de desconhecidos contra um posto de controle.

As fontes também assinalaram que um dirigente destes conselhos, identificado como Diab Dawad, foi degolado junto com sua mulher por vários homens armados não identificados que entraram em sua casa no povoado de Al Ubur, situado na província nordeste de Diyala. Além disso, seis pessoas ficaram feridas na explosão de uma bomba em uma localidade situada a nordeste da cidade de Baquba, também em Diyala.

Estes ataques acontecem no mesmo dia em que se instala no Iraque o novo Parlamento eleito nas urnas no dia 7 de março. Ontem, na véspera deste ato, 15 pessoas morreram e outras 50 ficaram feridas em um ataque armado e com explosivos contra o Banco Central iraquiano em pleno centro da capital.

Soldado iraquiano patrulha ruas de Bagdá
AFP
Soldado iraquiano patrulha ruas de Bagdá

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.