Quatro mortos em atos de violência no sudeste da Turquia

Três soldados e um civil morreram em diversos atos de violência no sudeste da Turquia, anunciaram neste sábado a imprensa e o Exército.

AFP |

Dois dos soldados morreram na explosão de uma mina colocada por rebeldes do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), quando faziam uma patrulha em uma região rural da província de Tunceli, informou a agência de notícias Anatolia.

O terceiro morreu na noite de sexta-feira durante um confronto entre soldados e membros do PKK na província de Sirnak, perto da fronteira com o Iraque, frisou o Exército turco em seu site, destacando que uma operação contra os rebeldes ainda está em andamento.

A explosão de outra mina atribuída ao PKK matou um camponês em Bingol, segundo a mesma fonte.

Considerado uma organização terrorista pela Turquia, os Estados Unidos e a União Européia (UE), o PKK iniciou em 1984 uma luta separatista armada no sudeste da Turquia, uma região de maioria curda. O conflito já deixou mais de 37.000 mortos.

su/yw

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG