Quatro mortos e 26 feridos na Colômbia em explosão de carro-bomba atribuída às Farc

A explosão de um carro-bomba deixou quatro mortos e 26 feridos nesta segunda-feira na cidade colombiana de Cali, 500 km a sudoeste de Bogotá, em uma ação atribuída pelo governo às Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

AFP |

A explosão ocorreu cinco minutos depois da meia-noite de domingo (02h05 desta segunda-feira em Brasília) nas imediações do Palácio de Justiça, disse o prefeito de Cali, Jorge Iván Ospina.

"A bomba explodiu na parte posterior do Palácio de Justiça, em pleno centro da cidade, causando a morte de quatro pessoas. Uma das vítimas estava em um carro, outros dois estavam na rua e outra, ao que parece, era um vendedor ambulante", indicou o prefeito da terceira maior cidade colombiana.

O ministro da Defesa, Juan Manuel Santos, após visitar o local da explosão, atribuiu a autoria do fato às Farc, ao ressaltar: "temos um alto nível de certeza de que foi a frente Manuel Cepeda" dessa guerrilha.

Santos também atribuiu o ataque a uma "reação desesperada das Farc para tentar marcar presença com atos que não têm nenhum tipo de justificativa, e sim condenação absoluta, porque são atos covardes de terrorismo que estão dirigidos contra a população civil", disse o ministro a jornalistas.

Além dos quatro mortos (dois homens e duas mulheres) e dos 26 feridos, 12 dos quais em estado grave, a explosão do carro-bomba destruiu trinta lojas em um raio de dez quadras próximas ao Palácio de Justiça.

cop-pro/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG