Quatro morrem após atirador invadir academia nos EUA

BRIDGEVILLE - Um homem invadiu na noite de terça-feira uma academia de ginástica num subúrbio de Pittsburgh e abriu fogo em uma aula de dança latina, matando três mulheres antes de cometer suicídio, informou a polícia.

Redação com agências internacionais |

Charles Moffatt, superintendente da polícia do Condado de Allegheny, disse a jornalistas em frente à academia L.A. Fitness Center, na localidade de Collier, 16 quilômetros ao sul de Pittsburgh, que o atirador entrou no lugar pouco depois das 20h (21h em Brasília) e imediatamente abriu fogo. Pelo menos dez pessoas ficaram feridas, três em estado grave.


Frequentadores da academia lamentam o ataque / AP

"Ele não disse nada. Entrou na sala como se soubesse aonde estava indo, sacou as armas e começou a atirar", disse Moffatt, acrescentando que a polícia encontrou duas pistolas no local.

Moffatt disse que as três vítimas eram mulheres, e que havia entre 60 e 70 pessoas no local na hora dos disparos. Inicialmente, a imprensa noticiou cinco mortes .

Um casal que se identificou como frequentador da academia disse que o homem era calvo e usava um lenço preto na testa. De acordo com esse relato, ele entrou na aula de dança latina, apagou as luzes e começou a atirar.


Equipes de resgate fazem o transporte dos feridos / AP

Essas testemunhas disseram que os disparos duraram aparentemente cerca de 10 segundos, até que o homem desse um tiro na cabeça. Esse casal, que estava visivelmente abalado e não quis se identificar, disse que o homem usava uma pistola.

"Eu o vi com um pedaço da cabeça estourada", disse o homem que presenciou a cena.


Policiais observam local do atentado / AP

Assista ao vídeo:

Leia mais sobre atirador nos EUA

    Leia tudo sobre: atiradorestados unidos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG