Quatro militantes islamitas morrem no noroeste da Índia

As forças de segurança indianas mataram quatro rebeldes islamitas no tumultuado estado de Manipur (noroeste), informou a polícia neste sábado.

AFP |

Os militantes pertenciam à Frente de Libertação do Povo Unido (PULF, ilegal) e começaram a disparar contra os agentes, que responderam aos disparos, matando quatro militantes.

O PULF é um grupo rebelde formado em 1993 por islamitas radicais em Manipur para lutar a favor dos muçulmanos neste estado, que possui 200.000 muçulmanes numa população total de 2,3 milhões de pessoas.

Lá atuam 19 grupos radicais que reclamam a independência ou uma maior autornomia.

Nas últimas duas décadas, mais de 10.000 pessoas morreram em consequência da violência na região.

str-ym/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG