Sana, 9 set (EFE).- A Polícia do Iêmen deteve quatro pessoas que levavam explosivos, incluindo granadas de mão, próximo da embaixada dos Estados Unidos na capital iemenita, informaram fontes oficiais.

As detenções foram praticadas na terça-feira, explicou o Ministério do Interior em comunicado divulgado esta madrugada, no qual não se revela a identidade dos detidos nem se pertencem a algum grupo terrorista ou político.

Os quatro detidos levantaram as suspeitas das forças policiais quando se movimentavam em dois veículos próximos da sede diplomática americana, segundo a nota oficial.

Os agentes encontraram uma valise com cinco granadas de mão, assim como um rifle automático, 296 balas, 5 detonadores e 20 galões de gasolina, acrescentou o Ministério.

A fonte indicou que os quatro suspeitos procediam da região de Damag, na província noroeste de Saada, onde o Exército combate um grupo radical desde 11 de agosto.

O acesso à embaixada dos Estados Unidos em Sana foi alvo de um atentado suicida no dia 17 de setembro de 2008, com dois carros-bomba.

Morreram dezoito pessoas, incluindo os autores do atentado.

O Governo do Iêmen é um dos mais firmes aliados dos Estados Unidos na luta internacional contra o terrorismo, mas enfrenta um duro conflito na província de Saada, outro movimento separatista no sul e esporádicos atentados da Al Qaeda. EFE ja/fk

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.