Quatro de cada 10 moradores de favelas de Buenos Aires têm menos de 10 anos

Buenos Aires, 20 jan (EFE).- Quatro de cada dez moradores das favelas de Buenos Aires têm menos de 10 anos, segundo um estudo divulgado hoje.

EFE |

A Assessoria Geral Tutelar do Poder Judiciário da capital argentina e a ONG Centro de Estudos Legais e Sociais (CELS) analisaram diferentes relatórios oficiais publicados entre 2006 e 2008 sobre a situação social de 1.007.582 de jovens que vivem em Buenos Aires e representam 33% dos moradores da cidade.

Segundo o estudo, 15% dos portenhos menores de 18 anos se encontram abaixo da linha de pobreza, e em alguns bairros do sul da cidade a porcentagem de jovens nesta situação sobe para 38%.

O trabalho indica que o falta de moradia "afeta mais as crianças e adolescentes da cidade, exatamente a parcela da população que não consegue se defender contra o agravamento desta situação", explicou a titular da Assessoria Tutelar, Laura Moussa, em entrevista ao diário local "Crítica".

Dos mais de 500 mil sem-teto que vivem em Buenos Aires, cerca de 182 mil vivem em 40 vilas de emergência, como são conhecidas no país as favelas, e outros 12 mil estão em 62 assentamentos de construções ainda mais precárias. EFE hd/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG