Quatro americanos - dois soldados e dois civis - morreram nesta terça-feira na explosão de uma bomba em um prédio do conselho distrital de Sadr City, reduto do clérigo radical xiita Moqtada al-Sadr em Bagdá.

Uma fonte da embaixada dos Estados Unidos afirmou que um dos civis mortos era funcionário do Departamento de Estado e que o outro trabalhava para o Departamento de Defesa. Ambos estavam vinculados à missão americana em Bagdá.

O Exército americano confirmou que dois soldados também morreram na explosão.

kat/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.