Quatorze soldados da Finul feridos por manifestantes no Líbano

Quatorze soldados da Força da ONU no Líbano (Finul) ficaram levemente feridos neste sábado por pedras atiradas por manifestantes que protestavam contra a investigação de uma explosão de um depósito de armas no sul do país, informou a Finul.

AFP |

Segundo a porta-voz Yasmina Buzian, dezenas de pessoas se reuniram para protestar contra a investigação em curso e começaram a atirar pedras contra os militares da Finul.

"Quatorze soldados da Finul ficaram levemente feridos e vários veículos foram danificados, entre eles uma ambulância", indicou.

A força da ONU, em coordenação com o Exército libanês, investiga há vários dias a explosão de um depósito de armas em Khirbet Selm, povoado do sul do Líbano, em uma região considerada feudo do movimento xiita libanês Hezbollah.

A Finul classificou essa explosão de "séria violação" da resolução 1701 do Conselho de Segurança da ONU, que pôs fim à guerra do verão de 2006 entre o Hezbollah e Israel.

Essa resolução exige o estrito respeito a um embargo sobre as armas destinadas às milícias libanesas ou estrangeiras presentes no Líbano.

O Hezbollah, movimento que prega a luta contra Israel, mantém seu arsenal escondido no sul do país desde 2006, mas continua contando com uma quantidade de armas que, inclusive, triplicou depois do conflito com o Estado hebreu, segundo este último.

ny/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG