Quatorze policiais morrem em atentado suicida no Paquistão

VALE DO SWAT - Pelo menos 14 policiais foram mortos neste domingo em um atentado suicida no vale do Swat, no noroeste do Paquistão, anunciaram as autoridades.

AFP |

Trata-se do primeiro atentado desta importância em Mingora desde julho, quando os militares afirmaram que todos os rebeldes islâmicos que controlavam o vale do Swat desde 2007 haviam sido expulsos.

"Os policiais estavam realizando um treinamento na cidade de Mingora quando um camicase acionou a bomba que carregava, matando 14 agentes", declarou Qazi Ghulam Farooq, chefe da polícia do vale do Swat.

Farooq atribuiu a autoria do ataque aos talibãs, e destacou que o camicase era um garoto.

"Somente os talibãs estão envolvidos neste atentado", afirmou.

O toque de recolher foi decretado em Mingora, informou Mohammad Idrees, outro oficial da polícia local, frisando que soldados e policiais estão patrulhando a cidade e que lojas foram fechadas para prevenir novos atentados.

O exército paquistanês lançou no fim de abril uma grande ofensiva em três distritos do noroeste - Swat, Lower Dir e Buner - para conter os talibãs, que estavam se aproximando cada vez mais de Islamabad.

Os combates provocaram a fuga de quase dois milhões de civis, abrindo uma grave crise humanitária. Segundo o governo e a ONU, 1,6 milhões de pessoas já voltaram para suas casas.

Neste domingo, em comunicado, o exército informou o prosseguimento de suas operações nas regiões de Swat e Malakand e a detenção de 40 supostos rebeldes.

Leia mais sobre: atentados suicidas

    Leia tudo sobre: atentado suicidapaquistãotalibãs

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG