Quase cem mil muçulmanos rezam em Jerusalém na primeira sexta-feira do Ramadã

Cerca de noventa mil fiéis muçulmanos fizeram suas orações na Esplanada das Mesquitas, na cidade velha de Jerusalém, durante a primeira sexta-feira do Ramadã.

AFP |

Segundo fontes de segurança, tudo granscorreu em calma.

No entanto, no norte da cidade, no limite entre Jerusalém e Ramallah (Cisjordânia), várias dezenas de palestinos jogaram pedras contra as forças de segurança israelenses, depois que as autoridades negaram o acesso à Esplanada das Mesquitas. Não houve feridos.

Há vários anos Israel proíbe os palestinos da Cisjordânia e da Faixa de Gaza de ter acesso a Jerusalém Leste, anexado depois da conquista em 1967, assim cmo qualquer outra parte do território israelense.

No entanto, algumas categorias de palestinos da Cisjordânia ocupada receberam autorização para ir à mesquita de Al Aqsa durante o mês de jejum muçulmano do Ramadã.

O ministro israelense da Defesa decidiu que durante o Ramadã - que começou esta semana - os homens palestinos entre 45 e 50 anos e casados podem participar na sexta-feira das orações muçulmanas na esplanada frente à mesquita de Al Aqsa.

Esta medida se aplica também para os palestinos da Cisjordânia com idades compreendidas entre os 30 e os 45 anos que tenham permissão especial das autoridades militares.

cad/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG