Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Quase 40 mortos e 100 feridos em dois atentados no Iraque

Pelo menos 38 pessoas morreram e cerca de 100 ficaram feridas nesta quinta-feira em dois atentados com bomba no Iraque, um dos quais matou 20 chefes de milícias locais que lutam contra o grupo local da Al-Qaeda, perto de Fallujah (oeste), ex-bastião da insurgência sunita.

AFP |

O outro ataque, com carro-bomba, deixou 18 mortos, incluindo um policial, em Mossul, local dominado pela Al-Qaeda, localizado a 370 km ao norte de Bagdá.

Em Al Karma, uma pequena cidade perto de Fallujah, um homem-bomba se explodiu às 12h00 (06h00 de Brasília) dentro da prefeitura, onde ocorria uma reunião dos chefes de milícias sunitas, disse Kamal Al Ayash, porta-voz do Conselho local.

Pelo menos 20 chefes das milícias que lutam contra a Al-Qaeda no Iraque morreram, de acordo com fontes do Ministério da Defesa.

Além disso, mais de 20 pessoas ficaram feridas, incluindo três policiais e vários milicianos. Dentre os mortos, está o presidente da Câmara de Al Karma.

Vítimas

As vítimas pertenciam aos comitês do "Sahwa" ("despertar" em árabe), implantado desde o início de 2007 e financiado pelos EUA para combater a Al-Qaeda.

Estas milícias são compostas por ex-insurgentes sunitas e combatentes tribais que cobram 300 dólares por mês para o seu trabalho na assistência às forças de segurança iraquianas e americanas.

Os Estados Unidos anunciaram que o atentado de Al Karma deixou "vítimas" entre seus soldados.

"Nós podemos confirmar que um homem-bomba realizou um atentado durante uma reunião dos xeques de Al Karma que deixou vítimas, dentre as quais soldados americanos e iraquianos", disse o Sargento Brooke Murphy, um porta-voz do exército.

"O ataque ostenta a marca da Al-Qaeda no Iraque", acrescentou o porta-voz.

O atentado ocorreu poucos dias antes do controle da província sunita de Al Anbar passar dos EUA para as forças iraquianas.

Carro-bomba

Além disso, pelo menos 18 pessoas morreram e 80 ficaram feridas nesta quinta-feira na explosão de um carro-bomba em Mossul, segundo o exército americano.

"Um carro-bomba explodiu em Mosul. O balanço mostra 17 civis e um policial (iraquiano) mortos, 71 feridos civis e nove policias com ferimentos", disse o exército em um comunicado.

De acordo com a polícia local, o ataque ocorreu às 13h00 (07h00 de Brasília) em um mercado do centro de Mosul, onde pouco antes haviam caído vários foguetes.

O governador do distrito Nínive, Dur Mohammed Kashmula, foi ao mercado após esses disparos ainda estava no local quando o carro-bomba explodiu, mas não sofreu ferimentos, de acordo com a polícia.

Leia mais sobre: Iraque

Leia tudo sobre: iraque

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG