Pelo menos 30 homens ergueram um ônibus, em Nova York, ontem, para socorrer uma grávida que havia sido atropelada por esse veículo, informou o jornal New York Post, nesta sexta, acrescentando que a mãe morreu, mas foi possível salvar o bebê.

Na quinta à noite, o prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, homenageou a vítima, Donnette Sanz, de 33 anos, uma agente de trânsito que não estava a serviço quando foi atropelada pelo ônibus escolar, no Bronx (norte de Nova York).

Em sua edição de hoje, o "New York Post" conta que "30 homens fizeram um esforço sobre-humano para levantar o veículo, permitindo, milagrosamente, salvar o bebê antes da morte da mãe, grávida de sete meses".

A vítima foi levada para o hospital, onde o bebê nasceu por cesariana poucos minutos antes do falecimento da mãe.

mes/tt/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.