Quase 3 mil hindus começam peregrinação anual de Amarnath na Caxemira

Nova Délhi - Quase 3 mil hindus começaram hoje a peregrinação anual à caverna-santuário de Amarnath, na conflituosa região indiana noroeste da Caxemira, protegidos por fortes medidas de segurança.

EFE |

Um total de 59 ônibus e outros 29 veículos menores partiram da cidade de Jammu às 5h (20h30 de Brasília da segunda-feira) rumo ao templo de Amarnath, onde está previsto que cheguem nesta quarta-feira, informou a agência "PTI".

"Com a bênção de Shiva, dei a largada para a saída da primeira leva de peregrinos. O governo (regional) projetou elaboradas medidas de segurança e efetuou os preparativos para o transporte e o alojamento", assegurou o ministro da Educação Superior da Caxemira, G. S. Charak, citado pela "PTI".

Os fiéis, 1.846 homens, 778 mulheres, 176 crianças e 67 "sadhus" (monges hindus), iniciaram seu percurso com cânticos religiosos e repicar de sinos.

A caverna de Amarnath é um popular destino dos peregrinos porque segundo a tradição hindu, o deus Shiva revelou ali o segredo da imortalidade a sua esposa Parvati, palavras que foram escutadas por dois ovos de pomba que se transformaram também em imortais.

A lenda deu lugar à crença de que aquele que peregrina até o local obterá por sua vez a "mokshya" ou imortalidade.

    Leia tudo sobre: hindureligião

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG