Quase 250 desaparecidos em naufrágio podem estar mortos, diz ministro

Quase 250 pessoas desaparecidas depois do naufrágio de um ferry na ilha indonésia de Sulawesi provavelmente estão mortas, mais de 24 horas depois do acidente, informou o ministro dos Transportes do país.

Redação com agências internacionais |

"Parece que, por causa das condições meteorológicas, as possibilidades são mínimas encontrar novos sobreviventes", declarou o ministro Jusman Syafii Djamal.

Vinte e duas pessoas, o capitão, quatro membros da tripulação e 17 passageiros, foram resgatados no domingo. No entanto, não há sinais de quase outras 250 pessoas que viajavam a bordo do "Teratai Prima".


Parentes buscam desaparecidos na Indonésia / AP

A embarcação "Teratai Prima", um ferry de 700 toneladas, naufragou devido ao mar revolto no estreito de Macassar, pelo qual passava a caminho de Samarinda, na parte indonésia das ilhas Bornéu.

O navio perdeu contato com terra por volta das 4h (18h de Brasília de sábado), momento no qual teria afundado, embora a Polícia Nacional da Indonésia só tenha tomado conhecimento do naufrágio às 15h (5h de Brasília de domingo).

Leia mais sobre naufrágio

    Leia tudo sobre: naufrágio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG