Quase 15% das veteranas de guerra dos Estados Unidos que voltaram do Iraque e Afeganistão sofreram traumas sexuais sexuais durante o serviço militar, informou nesta terça-feira o departamento para Assuntos de Veteranos.

O estudo, baseada em dados de 100.000 veteranas das operações no Afeganistão e Iraque, que usaram o sistema de saúde da organização de veteranos, descubriu que mais de uma em cada sete mulheres informou ter sofrido "trauma sexual militar".

O trauma pode ir de avanços sexuais reiterados ou intimidação até estupro.

O estudo, que cobre um período de seis anos, também detectou que 0,7% dos homens que voltaram da zona de combate informou sobre traumas sexuais militares.

As pessoas, tanto homens como mulheres, que sofreram este tipo de trauma em serviço têm uma probabilidade maior de ser diagnosticados com enfermidades mentais ao voltar para casa do que o resto de seus companheiros, acrescenta o estudo.

js/ao/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.