Quarenta mortos e 30 feridos em ataque a comboio humanitário no sul do Sudão

Pelo menos 40 soldados morreram e 30 pessoas ficaram feridas neste final de semana durante o ataque a um grande comboio fluvial de ajuda humanitária no Sul do Sudão, indicaram neste domingo autoridades políticas e humanitárias.

AFP |

Membros da tribo Jikany Nuer atacaram na sexta-feira no Estado do Alto Nilo (sudeste) um comboio de 31 barcas que passava pelo rio Sobat, 27 das quais levavam produtos para o Programa Alimentar Mundial (PAM), indicaram membros da organização.

O comboio estava sendo escoltado por soldados do Exército Popular de Libertação do Sudão (SPLA, ex-rebeldes do Sul de Sudão).

"Só sei que 40 soldados morreram", declarou à AFP Thom Mom, ministro da Informação do Estado do Alto Nilo.

O ataque foi praticado cerca de 20 km ao sul da cidade de Nassir.

A imprensa sudanesa apresentou diferentes registros neste domingo, de até 400 mortos e feridos.

"Um número indeterminado de pessoas morreram, segundo informações, e outras ficaram feridas por causa de enfrentamentos entre o SPLA, que escoltava o comboio, e um grupo armado", indicou em um comunicado a Missão das Nações Unidas no Sudão (UNMIS).

O comboio transportava 700 toneladas de ajuda humanitária destinada ao povoado de Akobo, no estado vizinho de Jonglei, próximo da fronteira com a Etiópia, onde 18.000 pessoas que fugiram da violência tribal se refugiaram no início do ano.

gl-str/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG