Quadros de Picasso alcançam preços milionários em leilões em Nova York

Nova York, 14 abr (EFE).- Duas importantes pinturas do artista espanhol Pablo Picasso, inspiradas em dois de seus amores, Marie-Thérèse Walter e Jacqueline Roque, serão leiloadas no próximo mês pelas empresas Christies e Sothebys em Nova York.

EFE |

O óleo intitulado "Nude, Green leaves, and bust", assinado por Picasso (1881-1973) será uma das estrelas do leilão de arte moderna e impressionista que a Christie's realizará no dia 4 de maio. O quadro é estimado entre US$ 70 e 90 milhões.

Trata-se de uma obra feita em 1932, que da mesma forma que "Nu au coussin bleu", de Henri Matisse (1869-1954) cotada entre US$ 20 e US$ 30 milhões, pertenceu à coleção de Frances e Sydney Brody, que também reúne trabalhos famosos de artistas como Alberto Giacometti, Georges Braque, Edouard Vuillard, Marino Marini e Henry Moore.

"O total das obras que serão oferecidas pode superar os US$ 150 milhões", disse a empresa, que ressaltou que a coleção Brody é uma das mais valiosas pertencentes a um só colecionador e oferecida em venda pública.

Essa obra de Picasso, um retrato de uma de suas amantes, Marie-Thérèse Walter, é uma das peças centrais do leilão. O óleo é rico em azuis, rosas e verdes, muito sensual, e que - segundo os especialistas da Christie's- "pode ser lido como uma declaração de amor do artista a sua jovem musa".

A venda de arte moderna e impressionista da Sotheby's, que começará no dia 5 de maio, também terá entre suas peças centrais uma obra de Picasso, "Femme au Grand Chapeau, Buste", feita em 1965 e estimada entre US$ 8 e US$ 12 milhões.

Para elaborar este retrato o mestre espanhol se inspirou em seu último amor, Jacqueline Roque, com quem se casou em 1961, e que nunca posou como modelo para ele, lembraram os especialistas da casa de leilões.

Este quadro pertenceu a Patricia Kennedy Lawford (1924-2006), irmã do presidente John F. Kennedy, e esteve longe da visitação pública durante décadas.

Patricia visitou o estúdio de Picasso no final dos anos 60 e adquiriu a pintura, que permaneceu em sua coleção privada até a sua morte há quatro anos.

Além do protagonismo que as pinturas do artista espanhol terão nesses leilões, sua obra também será parte da exposição que o museu Metropolitan abrirá no dia 27 de abril e que deve reunir 300 pinturas, desenhos, esculturas e cerâmicas de Picasso.

Além dessa exposição, Nova York acolhe atualmente outras mostras consagradas ao artista, como a dedicada pela galeria Marlborugh à visão que Picasso tinha das mulheres, e a do Museu de Arte Moderna (Moma), centrada em seu processo criativo nos primeiros anos do século XX, e especialmente durante seus períodos azul e rosa. EFE emm/pb

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG