Quadro pintado por Chávez enquanto preso é leiloado por US$ 256 mil

Caracas, 16 set (EFE).- Um quadro pintado enquanto o atual presidente venezuelano, Hugo Chávez, esteve preso foi arrematado por 550 mil bolívares fortes (US$ 256 mil) em um leilão promovido para arrecadar fundos para a campanha eleitoral do Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV).

EFE |

"O lance mínimo era de 30 milhões (de bolívares, equivalentes a 30 mil bolívares fortes), mas atingiu os 550 (mil bolívares fortes)", afirmaram hoje à Agência Efe fontes do escritório da deputada governista Iroshima Bravo, porta-voz da comissão de Finanças do PSUV.

Chávez, fundador do PSUV, pintou a obra "La Luna de Yare" em 1993, enquanto esteve preso pelo golpe de Estado que tentou dar no ano anterior no então presidente Carlos Andrés Pérez.

Em maio deste ano, com o intuito de ajudar seu partido a arrecadar fundos para as eleições municipais e regionais de novembro, o presidente venezuelano "doou o quadro" durante seu programa semanal "Alô, Presidente!".

O leilão aconteceu no Hotel Alba Caracas, e o quadro foi comprado por Bakhos Antoun, ligado ao setor da construção civil, junto com os empresários Alfonso Canán e Jesús Salazar, informou a imprensa da capital venezuelana. EFE apv/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG