Pyongyang quer garantias de que será excluído de lista negra americana

Seul, 24 jun (EFE).- A Coréia do Norte pretende obter garantias definitivas de que os Estados Unidos vão retirar o país da lista de patrocinadores do terrorismo, assegura hoje a agência sul-coreana Yonhap.

EFE |

Segundo um responsável do Governo de Seul consultado pela "Yonhap", Pyongyang se mantém indeciso quanto a fixar a data para retomar as negociações de seis lados para sua desnuclearização, por ainda não ter conseguido esta garantia americana.

O Governo de Washington precisa do sinal verde do Congresso para retirar o regime norte-coreano da lista dos países que promovem o terrorismo.

No entanto, segundo a "Yonhap", os EUA estão dispostos a iniciar o processo de retirar o país comunista desta lista um dia ou dois depois de a Coréia do Norte entregar seu inventário nuclear à China, país anfitrião do diálogo nuclear de seis lados.

A Coréia do Norte se mostrou disposta a destruir a torre de esfriamento do complexo de Yongbyon assim que entregar seu inventário nuclear, o que pode acontecer na próxima quinta-feira, segundo a "Yonhap". EFE ce/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG